Sistema de Aproveitamento de Águas Pluviais

O aproveitamento de águas pluviais consiste em quatro etapas, como mostra o esquema seguinte. O principal objetivo é: substituir a água de uso doméstico que não necessita de ser potável, por água pluvial devidamente recolhida, tratada e fornecida.

O funcionamento do processo de aproveitamento pode ser explicado da seguinte forma:

1ª fase – As águas pluviais são recolhidas nos telhados ou terraços, porque representam a maior área impermeável do terreno e a maneira mais fácil e próxima de recolher a água, tendo em conta a menor contaminação possível.

2ª fase – Após a recolha as águas são conduzidas para a seguinte fase através de órgãos de condução, nomeadamente as caleiras e tubos de queda.

3ª fase- As águas pluviais passam por uma grelha de proteção, onde ocorre a separação das impurezas de maiores dimensões. De seguida, a água é encaminhada para o reservatório e a sujidade é encaminhada para a rede de água pluvial.

4ª fase – A agua tratada e armazenada é bombeada para os diversos pontos de utilização (rega, lavagem de carros, autoclismos e lavagens diversas). Por motivos de segurança, o sistema é composto por um by-pass para evacuar a água pluvial em excesso e um sistema de admissão de água da rede em caso de falta de água.

Este tipo de sistemas apresenta vantagens a vários níveis, nomeadamente: económico, técnico e ambiental.